Fui ativista estudantil (1967/68). Militante clandestino (1969/70). Preso político (1970/71). Tenho travado o bom combate, lutando por um Brasil mais justo, defendendo os direitos humanos, combatendo o autoritarismo.

Sou jornalista desde 1972. Crítico de música e de cinema. Cronista. Poeta. Escritor. Blogueiro.

Tentei e não consegui eleger-me vereador em São Paulo. Mas, orgulho-me de ter feito uma campanha fiel aos objetivos nortearam toda a minha vida adulta: a construção de uma sociedade igualitária e livre, tendo como prioridades máximas o bem comum e a felicidade dos seres humanos.

Em que a exploração do homem pelo homem seja substituída pela cooperação solidária do homem com os outros homens. Em que sejam finalmente concretizados os ideais mais generosos e nobres que a humanidade vem acalentando através dos tempos: justiça social e liberdade.

terça-feira, 17 de julho de 2018

segunda-feira, 16 de julho de 2018

domingo, 15 de julho de 2018

Náufrago da Utopia: ACABOU A FARRA DOS AZARÕES

Náufrago da Utopia: ACABOU A FARRA DOS AZARÕES: D ois grandes acontecimentos esportivos tiveram o mesmo desfecho neste domingo, 15: os azarões jogaram como nunca e perderam como semp...

Náufrago da Utopia: O HINO ROMENO É BELO, VIRIL E ALTANEIRO. SERVE TAM...

Náufrago da Utopia: O HINO ROMENO É BELO, VIRIL E ALTANEIRO. SERVE TAM...: Ancestral polêmico: Vlad, o empalador "Saindo um pouco dessa história dos hinos da França e da Croácia,  você poderia postar aqui...

sábado, 14 de julho de 2018